Please disable Ad Blocker before you can visit the website !!!

Quer trabalhar na Austrália? Confira o passo a passo para conseguir o visto australiano

by TrabalharFora   ·  1 ano ago   ·  
thumbnail

Quer trabalhar na Austrália? Confira o passo a passo para conseguir o visto australiano

 

Quer trabalhar na Austrália - Trabalhar Fora do Brasil 2

No mundo, 31 países existentes requisitam a apresentação do visto prévio para a entrada de brasileiros em suas terras, e, assim, a Austrália é um deles.

Se você costuma sonhar com uma experiência internacional, estudar no exterior, viajar e conhecer cultura e costumes novos, a “Terra do Canguru” é uma excelente opção.

A qualidade de vida na Austrália torna o país um destino muito procurado, principalmente, pelos brasileiros.

Além de ser extremamente buscada por jovens que procuram intercâmbios para cursos de graduação e para aprender inglês, o país ainda é um excelente destino para o turismo.

O território continental abriga belas praias paradisíacas, desertos, montanhas perfeitas para a prática de esqui, cidades badaladas e uma das faunas mais diferentes existente no planeta.

Porém, há, no país, um controle muito firme e para ter acesso permitido ao local, todas as pessoas que não sejam cidadãos australianos necessitam de visto para entrar na Austrália.

Por isso, se você deseja cair nessa aventura, seja com turismo, estudando ou mesmo trabalhando, aproveite as dicas de como conseguir o visto para Austrália.

Como a maioria dos procedimentos para a obtenção de visto australiano são todos online, será muito mais fácil!

 

Como começar?

 

Os brasileiros, desde 2012, podem requerer o visto para a Austrália pela internet, facilitando bastante a burocracia e reduzindo o tempo necessário.

Dessa forma, a primeira coisa a se fazer é se cadastrar no site do Departamento de Imigração, e depois selecionar o tipo de visto que é mais compatível com seus objetivos, seja ele de turismo, estudo, trabalho.

Visto australiano: turismo

 

O visto para turismo na Austrália pode ser requerido por aqueles que querem realizar uma viagem para turismo ou para demais práticas recreativas, como férias, visita a familiares e amigos, como para outras atividades que demandem curto prazo, desde que não incluam negócios.

Para os que irão à Austrália para estudar por um período de até 12 semanas, o visto de turismo também poderá ser utilizado.

Para obter esse visto, é necessário criar uma conta no immiAccount, o site oficial de requerimentos de imigração: Após isso, é necessário concordar com os termos e condições de privacidade e preencher o extenso formulário.

Depois de submeter as informações dadas, é necessário pagar a taxa requerida.

A resposta leva dez dias úteis para ser processada. No caso de aprovação, a notificação chegará por e-mail, podendo ser impressa e levada na viagem.

Além disso, as informações do turista estarão gravadas no sistema central de imigração australiano.

Visto australiano: estudo

 

O visto australiano de estudante pode ser solicitado por aqueles que se matricularam em cursos com mais de 14 semanas de duração, como cursos de idiomas, programas de intercâmbio, cursos técnicos, graduação ou pós-graduação.

Independentemente do tipo de curso, é obrigatório que a instituição de ensino australiana esteja autorizada pelo governo a receber estudantes estrangeiros.

Para isso, é necessário que, além do passaporte estar dentro do prazo de validade, o candidato ao visto preencha o formulário 157-A.

O comprovante de matrícula oficial (CoE – Certificate of Enrollment) e o comprovante da Cobertura de Saúde de Estudante Estrangeiros também são exigidos.

Antes de pagar a taxa, também é necessário apresentar a documentação que comprove a capacidade de se manter financeiramente na Austrália.

Em 25 dias úteis a solicitação do visto é processada, porém esse prazo pode ser alterado de acordo com a alta temporada.

Assim, o indicado é requerer o visto com 2 meses de antecedência.

Conforme explicado no formulário, com a aprovação de um visto, qualquer condição poderá ser imposta ao estudante. Dessa forma, esteja ciente dessa possibilidade ao assinar seu pedido de visto.

Um fato importante: o visto de estudante permite aos estrangeiros trabalharem legalmente até, no máximo, 40 horas quinzenais durante o período acadêmico.

Visto australiano: trabalho  

 

Há três formas de trabalhar de forma legal na Austrália:

  1. O Skilled Migration – o programa de imigração de trabalhadores qualificados.

  2. O visto de estudante com opção de estudo e trabalho, que falamos anteriormente.

  3. O visto de trabalho temporário.

 

Para os que irão tentar uma vaga no programa de trabalhadores qualificados, será necessário tirar o visto de trabalho depois de uma série de testes em um processo online.

Dessa forma, o visto de trabalho na Austrália só será disponibilizado quando se tratar das seguintes possibilidades:

  • Atividades extremamente qualificadas: manutenção de equipamentos, serviços de consultoria, softwares ou produtos importados para o país.
  • Artistas, atletas, professores e as demais pessoas que vão ao país participar de eventos.
  • Serviços emergenciais de interesse australiano.

O processo do visto de trabalho ocorre de forma semelhante ao visto de turismo.

Porém, existem alguns documentos obrigatórios que devem ser anexados ao processo, como a página colorida do passaporte onde se encontram os dados pessoais e a carta convite da instituição australiana, contendo o tempo de estadia e a atividade que será realizada.

O tempo de processamento para solicitação de vistos de trabalho é de 30 dias.

Além do falado, para todos os vistos, é necessário que o passaporte tenha validade mínima de seis meses, contados a partir da data de embarque.

Outro fator importante, é a vacinação. Todos os viajantes deverão ser vacinados contra a febre-amarela pelo menos dez dias antes de entrar na Austrália.

Quero trabalhar na Austrália. E agora?

Quer trabalhar na Austrália - Trabalhar Fora do Brasil 3

Independente dos motivos que o levaram a se mudar do Brasil, trabalhar enquanto estiver na Austrália oferece a vantagem de poder auxiliar com as despesas de permanência no país, principalmente quando a estadia no país for mais longa.

As oportunidades de empregos na Austrália irão depender, em vários fatores, do seu nível de inglês. Por isso, é muito importante se atentar a essa questão antes de chegar ao país.

A relação Fluência e Trabalho

 

Uma grande parcela dos imigrantes brasileiros que chegam à Austrália possuindo uma fluência em inglês básica ou intermediária conseguem oportunidades iniciais em funções de limpeza, em restaurantes ou hotéis, bares e clubes.

Porém, brasileiros que apresentam um nível de fluência em inglês mais avançada encontrarão mais opções de oportunidades para trabalhar no país.

Oportunidades de telemarketing, recepção, trabalho em eventos e atendimento costumam pagar um salário mais elevado.

Assim, quanto mais fluente for seu nível de inglês, você se comunicará melhor e estará apto a conseguir empregos melhores com salários mais altos.

Em setores em que a comunicação é necessária ou muito exercida, como vendedores e atendimento, o salário acordado com o empregador, normalmente, tende a ser mais elevado.

Do mesmo modo, se o nível de inglês for menor e se comunicar com clareza seja difícil, as opções restantes são aquelas onde a comunicação não é tão exigida.

Porém, é possível entrar em uma empresa para exercer uma função que exige uma menor qualificação, e ir conquistando promoções e novos cargos com o passar do tempo.

Os australianos costumam valorizar bastante o trabalho e interesses individuais, abrindo portas para novas oportunidades.

Conseguindo um emprego na Austrália

 

Para conseguir um bom emprego na Austrália é necessário, em primeiro lugar, estar bem adaptado ao país e, principalmente, feliz.

Para um maior conforto, é recomendável buscar por cidades que apresentam uma forma e qualidade de vida próximas daquilo que você enxerga e imagina como ideal. Assim, é necessário pesar os prós e os contras baseados na sua percepção de mundo.

Quem costuma priorizar a vida cultural irá encontrar em cidades de tamanho maior opções diversas como teatros, shoppings, cinemas. Porém, esse tipo de cidade acaba trazendo consigo níveis maiores de poluição e criminalidade.

A possibilidade de que a cidade que seja escolhida não se pareça perfeitamente com aquilo que você procura sempre existe.

Para quem está chegando ao país agora, uma alternativa é escolher cidades que apresentam um menor porte, com um custo de vida mais baixo e maior facilidade de locomoção.

Empregado e empregador

 

De maneira básica, a relação legal existente na Austrália entre empregador e empregado consiste no registro do funcionário, que é formalizado com uma burocracia simples envolvendo o preenchimento de formulários, e o pagamento das obrigações financeiras por parte do empregador, como o salário e o superannuation obrigatório – o fundo de garantia australiano, correspondente a 9% do salário.

Para isso, há a necessidade de se ter o Tax File Number (equivalente ao CPF no Brasil).

Para facilitar o pedido do TFN, realize-o logo na sua chegada à Austrália. Para isso, é só preencher o requerimento pelo site da Australian Taxation Office e aguardar o número que chegará pelo correio em, no máximo, 30 dias.

Porém, da mesma forma que em outros locais, o tratamento dispensado ao empregado depende do empregador, não havendo, portanto, uma única maneira.

 

Salário Mínimo na Austrália

 

Verdade seja dita: o custo de vida das grandes cidades não consegue acompanhar o salário mínimo da Austrália, que é de 18,29 dólares Aus por hora.

Isso quer dizer que em cidades como Sydney, você terá um poder aquisitivo mais baixo do que em cidades como Gold Coast, cidade onde o aluguel pode custar, em média, metade do valor pago em cidades maiores.

Se você escolher viver em cidades menores, será possível ter mais conforto enquanto gasta menos. Assim você maximiza o valor do seu dinheiro e garante um padrão de vida similar ao que tinha no Brasil.

Procurando por emprego na Austrália

Para se encontrar trabalho, não existe fórmula pronta e a persistência é a melhor arma durante essa procura. Contudo, existem algumas formas de tornar essa busca mais fácil:

Agência de emprego

Cadastrando-se em agências online, você começará a expor seu currículo de uma maneira mais proativa.

Amizade para conseguir indicação

Uma prática comum é de que pessoas que já estejam trabalhando há um tempo no país indiquem amigos para ocupar a vaga de emprego em que trabalha durante a temporada de férias.

Dessa forma, se evitar perder a vaga, podendo voltar e reassumir sua função. Normalmente, as duas pessoas acabam ficando no emprego.

Assim, construir amizades com todos na sua escola e participar de atividades te ajudará a expandir sua rede de contatos e conseguir emprego por meio de indicações.

Uso de licenças                                                       

De acordo com o emprego que você conseguir na Austrália, pode ser que haja a necessidade de obtenção de algumas licenças específicas.

O Blue card, por exemplo, é utilizado para poder trabalhar com o serviço de babá, enquanto o White card permite a contratação no setor de construção. O Responsible Service of Alcohol é necessário para executar serviços em bares e servir bebidas alcoólicas.

Ainda existem outras licenças necessárias para outros profissionais, advogados, médicos, engenheiros, entre outros.

 

Currículo é (MUITO) importante

É de extrema importância ter um currículo bem elaborado, como também distribuí-los em todos os lugares onde há mais comércio.

Talvez, no início, as oportunidades que irão surgir não sejam exatamente aquilo que você desejava encontrar, porém é possível conseguir boas vagas e novas posições com muita determinação e trabalho duro.

Estar atualizado

Estar atualizado a respeito das novidades do país, como política, economia, e outros assuntos pertinentes é essencial.

Dessa forma, poderá mostrar sua desenvoltura de comunicação com seu possível empregador durantes as entrevistas de emprego.

Portanto, a leitura de jornais e revistas, como programas de TV e rádio são muito importantes para quem está buscando trabalhar na Austrália.

 

Deixe uma resposta